Google+ Followers

Documentos da eleição da Associação de Moradores de Roda de Fogo nos Torrões, zona Oeste do Recife-PE. 2002 e 2009.

 >

Veja os documentos registrados da última eleição do ano passado no último dia 17 de maio. Ainda bem que foi impuguinada a pedido das demais chapas concorrentes. Isso é uma vergonha para quem comete esses crimes contra a comunidade. Agora eu fico na duvida será que esse postulante tem competência de dirigir uma entidade que representa mais de 30 mil moradores?
Recife-PE 16 de fevereiro de 2010, terça-feira.

MANOEL JOSÉ DE SANTANA (MANOEL LIMOEIRO)

Associação de Moradores de Roda de Fogo nos Torrões, zona Oeste do Recife-PE. Em toda sua história de funcionamento nunca realizou uma eleição digna e transparente para a escolha de sua diretoria. Fiz uma noticia crime contra Fernando de Oliveira Lima, Elielza Rufino Costa e Martha Nunes Marinho, em 28 de março de 2003, no Ministério Público Estadual, referentes ás fraudes ocorridas na eleição para a renovação da diretoria da entidade no dia 05 de maio de 2002. Representando a comunidade através de um abaixo-assinado. Diante das provas apresentadas na noticia crime o Ministério Público requisitou a Polícia Civil um inquérito policial. O inquérito passou por duas Delegacias, por último a Delegacia Policial de Repressão ao Estelionato, sem indiciamento dos noticiados. E devolvido ao Ministério Público sem uns dos livros que foi apresentado à autoridade policial, pelos noticiados. Ora! De vitima passei a ser réu mais outro pessoa, José Trajano Muniz, no processo Nº. 001.2004.001223-0, que transitou em duas Varas Criminais. Por última Vara dos Crimes Contra a Administração Pública e a Ordem Tributária. A sentença proferida no dia 9 de setembro fui obsovildo por crime no “artigo: 339 do CPP”. No corrente ano ocorreu eleição para mesma entidade no dia 17 de maio foram registradas 91 cédulas eleitorais, á mais, sem assinaturas dos moradores da comunidade. As duas vítimas, Fernando Oliveira Lima e Eleielza Rufino Costa participaram da mesma chapa nº. 04, que estava com vantagem na vitória. Ao constatar essas irregularidades nas cédulas eleitorais foi impuguinada a eleição. Têm veteranos na comunidade que não sabe perder uma eleição, usam todos os artifícios ilegais, como por exemplo, trás pessoas de outros bairros para votar neles, porque, não tem trabalho prestado aos moradores local, que é proibido outras comunidades votar, conforme o estatuto, “artigo: 38º”. Esse procedimento engana muitos políticos que acredita nessas pessoas concorrentes das chapas, que conseguiram esses votos na comunidade. Atualmente a Associação esta parada sem fazer nada em beneficio dos associados e dos moradores. Anexo nesse texto ás cópias da sentença, confira abaixo. Atenciosamente: MANOEL JOSÉ DE SANTANA (Manoel Limoeiro)
E-mail; manoeljs127773997@hotmail.com . Por favor, comente esse texto que é muito importante. Um abraço. Manoel Limoeiro.

Recife-PE 16 de fevereiro de 2010, terça - feira.
Postar um comentário